Blog

Dicas de como vender na crise do Coronavírus

Mesmo com as restrições de circulação há possibilidades de continuar vendendo produtos e serviços.
A pandemia do COVID-19 declarada pela Organização Mundial da Saúde – OMS provocou impactos importantes sobre os pequenos negócios, mas há opções criativas para manter as vendas de produtos e serviços.

Confira 10 sugestões de formas alternativas de vender seus produtos e serviços neste momento de crise:

1 – Planeje com seus funcionários formas alternativas de venda;
O Decreto 383 da Prefeitura de Linhares determina a suspensão das atividades de
comércio, ou seja, impossibilita o atendimento ao público, mas a equipe da empresa poderá estar trabalhando, em home office ou internamente, se for necessário.
Os seus funcionários precisarão adotar novas formas de trabalhar, mas só poderão fazê-lo caso tenham informações claras e consistentes de você, dono do negócio.
Estabeleça linha direta com os seus funcionários, atualize-os sobre como será o funcionamento do seu negócio, horários, questões de segurança, estratégia para pagamentos em carnês, cartão de crédito e a nova dinâmica de atendimento.

2 – Comunique seus clientes
Envie mensagem aos seus clientes, comunicando a sua nova estratégia, como irá atendê-los durante este período.
Informe os canais de comunicação com a empresa e como poderá ser feito esse atendimento à distância.

3 – Se aproxime de seus clientes
Reveja o seu modelo de negócios, a sua forma de entregar produtos, agregue
serviço, agregue valor. Exemplo: se você tem uma loja física, um pequeno varejo, inove, ofereça serviços aos seus clientes em casa.
Você tem o contato do seu cliente? Envie mensagens ofertando serviços especiais como amostra e entrega em domicílio de produtos.
Divulgue também, a forma de recebimento dos carnês, disponibilizando alternativas que facilitem o pagamento sem que o consumidor precise se deslocar.

4 – Entregue em domicílio
Você poderá utilizar serviços de motoboy para entrega dos seus produtos ou até mesmo mobilizar a sua equipe local para fazê-la – cada loja tem seu raio (área) de atuação. Verifique se é possível que a sua equipe faça a entrega do produto e recebimentos na casa do cliente.

5 – Divulgue no meio digital
Reforce a divulgação dos seus produtos em seus canais online, faça ofertas especiais com entregas em domicílio pelas equipes de vendas locais ou serviço de entrega – motoboy.
Importante que a empresa divulgue a nova dinâmica para venda e recebimento. Demonstrando facilidade e comodidade para o cliente.

6 – Garanta a segurança e conquiste a confiança dos clientes
Demonstre ao seu cliente sobre os cuidados que você está tendo em seu negócio, com os colaboradores e clientes.
Se você disponibiliza entrega de produtos, demonstre os cuidados adotados pelo colaborador, como a assepsia de produtos e higiene e procedimento dos colaboradores que estarão em contato com o cliente.
Se você tem um serviço, faça a entrega do serviço um a um tomando cuidado com as recomendações de higiene e prevenção.

7 – Reforce o setor que cuida da cobrança e recompense o cliente que paga em dia
Não é porque a loja está fechada, que os pagamentos deixarão de ser feitos.
Organize com clareza a respeito do recebimento e cobranças e crie estratégia para que esse setor não pare.
Lembretes por wattsapp, telefone e e-mail podem ocorrer normalmente, bem como o agendamento para recebimento das dívidas.
Em razão da recomendação de não – circulação de pessoas, considere a possibilidade de fazer o recebimento na casa do cliente, disponibilizar pagamento por cartão de crédito, transferências e depósitos bancários. Crie a facilidade para pagamento.
Se possível, recompense o cliente que pagar em dia. Os clientes que pagarem a conta dentro do prazo poderão ter um pequeno desconto. Essa diminuição de valor poderá seguir a proporção da rapidez no pagamento ou no fechamento do acordo.

8 – Crie uma força tarefa no digital
Se você é um varejista de roupas/acessórios e beleza, por exemplo, oriente seus funcionários a agirem como “consultores” da sua marca/empresa no ambiente online, eles se tornarão influenciadores da sua marca nos ambientes digitais (Facebook, Instagram, WhatsApp), eles irão impulsionar suas vendas online e offline além de poderem até fazer a entrega, dependendo do raio de ação de cada negócio.

9 – Planeje a sua atuação para o fim da crise
As previsões estão na linha de que os impactos da pandemia nos negócios não devem ultrapassar 4 meses.
Use este tempo de pausa para rever seu negócio e planejar o futuro dele, em vez de reduzir o número de funcionários, incentive-os usar seu tempo para atualizar informações sobre os clientes, perfil, preferencias, sistemas internos, aprimorar habilidades e criar novos produtos e serviços para estarem melhor preparados para a eventual recuperação, pois o planejamento de recuperação precisa começar enquanto você ainda está reagindo à crise.

10. Inove rapidamente em torno de novas necessidades e hábitos de consumo
Além de rever seu portfólio de produtos/serviços, as novas necessidades dos clientes criam oportunidades de inovação para os seus negócios.
Não fique focado em ações defensivas, aproveite este momento para inovar ousadamente em torno de oportunidades emergentes. Fique de olho nos sinais que o seu consumidor dará.
Observe, algumas mudanças de comportamento e consumo provavelmente persistirão além da crise e muitos setores ressurgirão para novas realidades de mercado.
É cedo para dizer com certeza quais novos hábitos surgirão e quais permanecerão no longo prazo, mas teremos aumento de consumo online de produtos e serviços alimentares, de vestuário, beleza e saúde, home office entre outros.
Sabemos que existem diferentes velocidades de recuperação para cada país e setor econômico, isto exigirá de cada uma estratégia local distinta e focada no perfil do seu público.

Por Dra Aline Dias – assessora jurídica da CDL Linhares
Com informações do SEBRAE

Publicada em 24/03/2020

Blog
  • Cadastro Positivo e Score de Crédito – Conheça para evitar cair em golpes

    Continue lendo Clique e leia
  • 10 dicas básicas sobre Redes Sociais – Defina seu Público-alvo

    Continue lendo Clique e leia
  • Covid-19: Governo regulamenta prorrogação do prazo da redução de jornada

    Continue lendo Clique e leia
  • Dicas de como vender na crise do Coronavírus

    Continue lendo Clique e leia
  • Troca de Produtos em Promoção

    Continue lendo Clique e leia
  • DIA DAS MÃES – Advogada da CDL dá dicas sobre troca de presentes

    Continue lendo Clique e leia
Veja mais